Telefones da Secretaria:
(11) 4526-1382 // (11) 4526-1524
Secretaria On-Line, clique aqui

 

História      Clero      Pastorais      Horários      Avisos      Fotos      Contato

 
 
Diácono Francisco Arantes

Nascido aos nove de novembro de 1944 em Monte Santo de Minas, Estado de Minas Gerais, foi o 16º filho do casal Juvenal Arantes e Margarida de Oliveira Arantes.
No ano de 1950 a família Arantes transferiu-se para Jundiaí onde, dois anos depois, Francisco iniciou seus estudos no Grupo Escolar Conde do Parnaíba e, posteriormente, frequentou o curso técnico profissionalizante na escola Senai.
Durante o ano de 1963 até o início de 64, prestou o serviço militar na 2ª Cia de Comunicações, então sediada em Jundiaí.

Em 09 de setembro de 1967, casou-se com Maria Aparecida Infante, com quem teve três filhos: Marcelo, nascido em 1968; Fernanda, em 1971 e Juliana, em 1977. Dos seus três filhos, foram gerados cinco netos.

Em 1968, depois de ter trabalhado em várias empresas, Francisco foi admitido na então Light Serviços de Eletricidade de São Paulo, que posteriormente tornou-se a Eletropaulo Eletricidade de São Paulo.Nessa empresa trabalhou por vinte e sete anos até sua aposentadoria, encerrando assim sua carreira profissional. No exercício dessa profissão, em 1993, foi eleito Operário Bandeirante da região de Jundiaí, cujo título recebeu representando a Eletropaulo Eletricidade de São Paulo.
Em 2007 foi homenageado pela Câmara Municipal de Jundiaí com o título de Cidadão Jundiaiense.

Embora tendo sido educado em uma família católica, cujos membros eram todos inseridos na vida da comunidade paroquial em que viviam, somente passou a participar ativamente da comunidade, quando já residia em Vila Arens e foi convidado para participar, com sua esposa, do Encontro de Casais com Cristo, no ano de 1974. Posteriormente, em 1975, participou de um cursilho de cristandade, e a partir daí, passou a exercer atividades nas pastorais da comunidade paroquial. Atuando principalmente na pastoral familiar, coordenou por vários anos os encontros de noivos da paróquia, ao mesmo tempo em que auxiliava na pastoral do batismo. No ano de 1981, o pároco Pe. Antônio Luiz Tasso convidou-o para exercer o ministério extraordinário da Sagrada Comunhão, e depois de uma preparação, foi investido para essa finalidade. No âmbito diocesano, foi chamado pelo então bispo diocesano Dom Roberto Pinarello de Almeida, para coordenar a pastoral carcerária da diocese de Jundiaí, trabalho este exercido por vários anos. Devido ao fato de ter seu trabalho bastante acompanhado e conhecido pelo bispo diocesano, por volta do ano de 1984, foi chamado por Dom Roberto e convidado a refletir sobre a possibilidade de preparar-se para o ministério ordenado no diaconato permanente.
Francisco passou então a estudar e a preparar-se para tão importante chamado de Deus em sua vida, para o qual sentiu-se vocacionado, e pronto para assumir a missão a ele proposta.

Seus estudos foram iniciados na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Moema, na Capital Paulista, escola dos padres Salvatorianos, onde cursou teologia, e completados no seminário diocesano de Jundiaí, sob a orientação de Dom Roberto, o bispo diocesano.
No final do ano de 1985, ainda durante seus estudos, foi designado por Dom Roberto para assumir a capela de Santa Gertrudes que estava sendo entregue à diocese pelos padres Salvatorianos. Deixou então, por ordem do bispo, a paróquia de Vila Arens, e assumiu a nova missão, na qual permaneceu até que a capela de Santa Gertrudes se tornasse paróquia, entregando-a ao seu primeiro pároco, sendo designado, já então como diácono, para outra missão.

Francisco foi ordenado diácono permanente pela imposição das mãos de Dom Roberto Pinarello De Almeida, no dia 31/05/87, juntamente com seus dois irmãos Celso e Octávio Arantes, tornando-se assim os três irmãos os primeiros diáconos da diocese de Jundiaí.

Como diácono, a serviço da diocese, foi nomeado pelo bispo diocesano como assessor diocesano da Pastoral da Criança, assessor eclesiástico assistente do movimento dos Cursilhos de Cristandade e diretor 1º tesoureiro da Cáritas Diocesana.
Também como diácono já serviu as seguintes paróquias:
Santa Gertrudes, Nossa Senhora Aparecida- Vila Rami; São Pedro Apóstolo- Vila Comercial; São José Operário- Retiro; Santa Teresinha Do Menino Jesus- Vila Rio Branco e pela graça de Deus, vinte e cinco anos depois de tê-la servido como leigo, no dia 09/10/10 foi designado e provisionado pelo bispo diocesano, S.ExªRvmª Dom Vicente Costa, para servir como diácono permanente a esta paróquia Nossa Senhora Da Conceição de Vila Arens.
 
 

 

 
Leia também:

 
:: Clero Paroquial
:: Missões Paróquia
 
 

  Dúvidas e Informações?
Fale com a nossa secretaria.
 
 
 

2015 - Todos os direitos reservados.

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO :: VILA ARENS
Diocese de Jundiaí/SP